Para deputado federal Sidnei Leandro 4093

AMIGOS DE FOGO
Loading...

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Mais um Sol que Nasce

Os corpos do policial militar William Soares Pereira, de 30 anos, e de sua noiva, Michelle da Silva Tone, de 25, foram enterrados na tarde deste sábado no Cemitério de São Gonçalo. Willian era lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do morro do Dona Marta, na Zona Sul do Rio. Entre as mais de cem pessoas que acompanharam o sepultamento, não houve quem deixasse de se emocionar com os lamentos da mãe do rapaz.

— É um pesadelo o que estou vivendo. Meu filhinho amado, minha vida está indo embora — lamentava Maria da Graça Soares.

O casal foi morto a tiros na madrugada de sábado quando passava de moto pela Rua Capitão João Manuel, no bairro Porto Novo, em São Gonçalo, onde o policial morava.



De acordo com testemunhas, eles foram abordados por bandidos que estavam em um Golf prata. Willian teria reagido ao assalto e os criminosos dispararam contra os dois. Segundo o Coronel José Vieira de Carvalho, comandante das UPPs, os pertences das vítimas, inclusive a arma do policial, foram levados pelos bandidos.

Juntos há oito anos, o casal já estava com a casa em que iriam morar quase toda mobiliada e com o casamento marcado para o fim deste ano. Segundo um amigo do PM, Wiliam Sapucaia, de 27 anos, ele também estava prestes a deixar a Polícia Militar, pois tinha sido aprovado em um concurso para a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

Nenhum comentário:

Postar um comentário