Para deputado federal Sidnei Leandro 4093

AMIGOS DE FOGO
Loading...

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

'Farc não é um problema do Brasil', diz Dilma Rousseff


'Farc não é um problema do Brasil', diz Dilma Rousseff
A candidata do PT, Dilma Rousseff, afirmou nesta quarta-feira (1) que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) não são “problema do Brasil”. Ela foi recebida nesta manhã pelo presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos. Em sua primeira visita ao Brasil, Santos deve se reunir também com os candidatos José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV) nesta quinta-feira (2).

Dilma afirmou que o Brasil só deve participar de algum diálogo com as Farc se isso for pedido pelo governo da Colômbia. “Não temos porque participar, a não ser a pedido da Colômbia, de qualquer atividade de pacificação ou diálogo com as Farc. Se a Colômbia alguma vez solicitar a presença do Brasil, nós vamos participar, caso não solicite não temos porque participar porque as Farc não é um problema do Brasil”.

Questionada sobre as acusações feitas durante a campanha eleitoral de envolvimento do PT com as Farc, Dilma afirmou que isso não foi tratado na reunião com o presidente da Colômbia. “Essa questão das Farc é muito mais uma questão do meu adversário do que da Colômbia”.

Segundo a candidata, o único tema relativo ao assunto discutido com Santos foi a estratégia para policiamento da fronteira. A petista reafirmou sua proposta de comprar 10 Veículos Aéres Não Tripulados (VANTs) para ajudar no policiamento da fronteira brasileira. Ela destacou ainda ter ouvido de Santos que já há um acordo com o Brasil que prevê uma ação conjunta dos dois países no combate ao crime na fronteira entre eles.

A candidata afirmou que a maior parte da conversa com o presidente da Colômbia se deu em torno de temas como a inclusão social, agricultura familiar e biotecnologia. Segundo Dilma, Santos teria aberto a conversa afirmando que a próxima década, que se inicia no próximo ano, será “a década da América Latina” e que os países da região precisam aproveitar as oportunidades de crescimento e desenvolvimento.

A entrevista foi encerrada pela assessoria de Dilma antes que a candidata respondesse a questões sobre a violação de dados sigilosos da Receita Federal. Nessa terça-feira (31/08), foi divulgado um acesso a uma declaração de renda de Verônica Serra, filha do candidato do PSDB. A Receita diz que o acesso foi feito a pedido de Verônica, mas Serra nega que sua filha tenha pedido para acessar os dados.

Segundo a assessoria de Dilma, os jornalistas colombianos pediram para encerrar a entrevista porque têm de acompanhar a agenda de Santos em Brasília. O presidente colombiano deixou a Embaixada do país para se encontrar com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário