Para deputado federal Sidnei Leandro 4093

AMIGOS DE FOGO
Loading...

terça-feira, 23 de março de 2010

Aumento de salário dos PMDF, CBMDF e PCDF

Prezados:
Caso Concreto: Quando agendada uma passeata combinada na cinelândia (por exemplo) há, infelizmente, a ausência de grande parte da tropa (a maioria do quadro de saúde).

Não se pode mais ter o seguinte pensamento: "nem preciso participar: já tem gente suficiente".

Não. Não tem essa gente toda. Os servidores estaduais, como um todo, carecem de uma mobilização com a cautela de aquela não ser "capturada" pela força política do Estado.
O caso do Rio de Janeiro é peculiar. Há anos, este Estado carece de gestores compromissados com a a Administração Pública; mormente, com a gestão de Recurso Humanos dos militares.

Há uma tradicional e perniciosa bagunça em nossos andares castrenses e nas secretarias de momento.

Tudo, ao sabor dos ventos de uma popularidade pagã e sem a menor ou simples preocupação de escutar (daqueles que trabalham "na ponta") quais seriam os modos mais eficientes a serem praticados numa organização.

Tão avassalador, tão de cima para baixo. Tão estúpido e obediente ao hipócrita "chefinho chorão", ciente de comandar (por ora) o 2º estado mais arrecadador de tributos do país!!!

Só para corar, de raiva, o rosto de fuligem: Existem estudos na FGV que (conforme a informação acima) subsidiam, senão fortalecem, uma política remuneratória condizente.

Ah! mas o CBMERJ é pau para toda obra!
Afinal: bombeiro-militar não ganha hora-extra!!! Assim é mole: atira-se na testa da CLT...

Um grito fardado no pé de nosso ouvido e...pronto! Garantimos (ao custo de uma considerável pontuação na pressão arterial) o cumprimento de uma missão imposssível aos "incautos civis" e, em tempo digno de obter o índice para as Olimpíadas do Rio de 2016...

Indo além: é patente a ingerência política maléfica em qualquer ação de governo, por aqui. Um patrimonialismo, uma confusão de bens públicos com privados, de dar inveja a qualquer rei absolutista.
Parece ser impossível blindar o Rio de Janeiro desse expediente.
E insisto: É flagrante o caso do Corpo de Bombeiros.
Em meus humildes estudos em Gestão Governamental e Políticas Públicas, nunca vi tanta descaracterização de uma Força Armada (Auxiliar).
Contudo, não consigo assimilar. E questiono:
Como é possível um pequeno grupo de mandatários de poder, sejam eleitos ou hierarquicamente superiores, calarem as vozes de cerca de 40.000 militares?
O que faz alimentarmos tanta resignação ante o poder executório que temos?
Sem nossa atuação eles nada podem se vangloriar.
Imaginem a seguinte ação: dois minutos sem NENHUM bombeiro-miltar?
Qual seria a estatística de vidas ou bens lesados neste pseudo-motim cronológico
Exequível, apesar de ser fruto de pensamentos revoltosos. Suculento, apesar de não-recomendável. Tudo que é imoral, engorda.
Entretanto, devemos nos lembrar que vivemos numa democracia. Tudo bem que é uma democracia com cara de ladainha. Mas...vá lá: democracia.
Então, mister negociarmos soluções com nossos representantes.
Há fôlego?

CAP BM Dent Marcos Montenegro.

2 comentários:

  1. Palavras do Coronél Martins...

    Espero que isso sirva de incentivo de toda a nossa tropa em buscar dignidade, do Soldado ao Coronel.



    Em reunião terminada às 20h30min de hoje (16/03/10), com todos os parlamentares representantes da PMDF, BMDF e PCDF, Comandantes Gerais e Diretor dessas Corporações, Secretário de Segurança Pública, Chefe da Casa Militar, Secretário de Fazenda e o Governador do Distrito Federal, ficou decidido os seguintes percentuais de reajuste para todos os órgãos da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal:

    Setembro de 2010 = 5%
    Março de 2011 = 7%
    Setembro de 2011 = 7%
    Março de 2012 = 7%
    Setembro de 2012 = 7%
    No caso dos Militares, o impacto da Gratificação por Risco de Vida que já está na Lei 12.086 não será considerado, ou seja, não será deduzido nos percentuais da proposta nenhum benefício já adquirido.

    O prazo para assinatura da mensagem dos projetos de modo conjunto será até a próxima segunda-feira (22/03/10), momento em que o Governador reunirá todos os órgãos de representação das Corporações.

    A proposta encaminhada enquadra-se nas limitações da Lei de Responsabilidade Fiscal, o impacto tem condições de ser absorvido pelo Fundo Constitucional e está dentro do planejamento da política de recomposição salarial do Distrito Federal.

    Boa noite a todos!

    Fraternal abraço!

    CEL Martins

    Comandante Geral

    ResponderExcluir
  2. Eles lá em Brasília são unidos, e lutaram juntos para conquistar essa dignidade.

    Eu fiz as contas de algumas graduações e patentes, não se assustem !!!!
    Todos lá brigam juntos.

    O Soldado que ganha R$ 4.129,00 passará a ganhar R$ 6.292,00.
    O Sub.Ten. ganhará R$ 10,000,00.
    O 2º Ten. ganhará R$ 13.000,00.
    O Cel. ganhará R$ 20.914,00
    E o policial civil em início de carreira, R$ 13.000,00.

    E ainda existem companheiros que de forma alguma querem buscar

    ResponderExcluir